quarta-feira, 20 de maio de 2015

a actualidade do dia-a-dia, numa visão pessoal do jornalista...!

Bom dia, já leu o Expresso Curto Bom dia, este é o seu Expresso Curto
Ricardo Costa
Hoje por Ricardo Costa
Diretor
 
20 de Maio de 2015
 
Tudo o que você quer saber sobre a polícia (3º dia) 


Não gosto especialmente de aplicar o modelo “resenha matinal” ao Expresso Curto, mas hoje não tenho outro remédio, tanta é a informação disponível sobre o assunto que tem dominado a semana.

Começando pelos distúrbios no Marquês de Pombal, o Expresso Online revelou ontem à tarde que a PSP tinha dado parecer negativo à festa benfiquista naquele local, mas que o parecer não vinculativo não tinha sido seguido pela Câmara Municipal de Lisboa e pelo Benfica. Pode ler aqui a síntese desta discussão, que põe frente a frente a PSP e Fernando Medina. O edil defende que não faz sentido acabar com estes festejos em locais públicos, mas Santana Lopes, antigo presidente da Câmara de Lisboa, disse ontem à noite na SIC Notícias que não teria decidido contra o parecer da PSP, acrescentando que há lições a tirar para o futuro.
O Correio da Manhã revela que Filipe Silva, o subcomissário que agrediu um adepto do Benfica à saída do jogo em Guimarães, já foi alvo de outra queixa por agressões em abril, neste caso por parte de um adepto do Vitória, no final de um jogo com o Braga. O subomissário, que se mantém em funções, mas tem estado em casa, está a ser alvo de um inquérito disciplinar.
O Diário de Notícias falou com amigos e colegas do subcomissário que “está consciente de que exagerou” e que se encontra “muito em baixo” em casa do pai, mas que tem sido uma referência e um exemplo para os seus colegas.
Já o JN frisa que como o agente não está suspenso, dá-se o facto de continuar a liderar a esquadra de Investigação Criminal, que está a investigar o furto de material desportivo, ocorrido no estádio do Vitória.

Num ângulo diferente, vale a pena ler o texto de Henrique Raposo no Expresso Diário, aponta o dedo no sentido contrário: os painéis televisivos sobre futebol. O Henrique diz, literalmente, que ”as televisões (…) são as principais responsáveis pela atmosfera violenta que envolve o futebol. Sim, são as televisões que legitima esta cultura de ódio e desconfiança através dos painéis que envenenam há décadas qualquer conversa sobre a bola”.

Sobre um assunto que chocou o país na semana passada, o jornal i foi a Salvaterra de Magos falar com o avô de Daniel Neves, que terá morto Filipe Coelho, de 14 anos, com uma barra de ferro, a sangue-frio, que diz que o neto “vai levar o castigo que merece”. Um texto incontornável sobre este crime, e que aconselho vivamente, é a crónica de Daniel Oliveira publicada ontem no Expresso Diário (“Mãe que arrepia”) e pode ler aqui na íntegra.


OUTRAS NOTÍCIAS
A política nacional sofre hoje uma aceleração. O PS antecipou em quinze dias a apresentação das linhas gerais do seu programa eleitoral, que será divulgado hoje ao meio dia. Ao início da tarde há debate quinzenal com o primeiro-ministro na AR e o documento acabará sempre por marcar a discussão, já que coloca na mesa todas as cartas do PS. À noite, A Comissão Política socialista discute o documento.

O líder do PS já deu a entender que este programa eleitoral é completo, mas que, no essencial, mantém 95% das ideias do cenário macroeconómico já apresentado. Aconselho a que vá espreitando o Expresso Online ao longo do dia porque vamos dedicar muita atenção ao assunto e no Expresso Diário faremos uma análise ainda mais completa ao documento.

O ministério da Saúde anunciou a contratação de 400 médicos reformados para os centros de saúde em 2015. A medida excecional tenta contrariar uma tendência, que levou, em cinco anos e meio, mais de três mil médicos a aposentaram-se, muitos com reformas antecipadas, apesar das penalizações, como explica o Público.

No meio de tanta agitação policial, Marinho Pinto deu uma entrevista ao Observador, que ontem fez um ano (e que aqui recebe os nossos parabéns), onde defende a criação de um salário máximo nacional. Isso mesmo. E diz ainda que Passos Coelho “não cumpre a palavra” e que António Costa “é um logro”.

Por falar em parabéns, ficam já dados ao Canal Q, que completa hoje 2 anos de idade. Se seguir a hastag #SMCanalQ encontra uma selfie divertida com o “nosso” Daniel Oliveira.

No caso BPP, o ministério público veio ontem pedir algumas reduções de pena e até absolvições. Para o ex-presidente do banco, João Rendeiro, o Ministério Público pediu absolvição da infração de sobrevalorização de ativos, mas considerou provados os restantes factos que lhe eram imputados pelo BdP.

As movimentações na banca fazem a manchete dos jornais económicos. No Jornal de Negócios escreve-se que a saída do Estado dita mudanças nos donos de BPI, Novo Banco, Banif e BCP. No Diário Económico, António Mexia - líder da EDP que é o maior acionista do BCP -, diz que a “fusão entre o BCP e o BPI não pode ser o tabu”.

A Indonésia e a Malásia decidiram finalmente conceder abrigo a milhares de migrantes estacionados em navios no meio do mar, na maior crise humanitária de refugiados no sudeste asiático depois da II Guerra Mundial. A decisão foi anunciada esta madrugada pelo governo malaio, A maior parte dos refugiados pertencem à minoria muçulmana dos Rohingya, perseguidos pelo regime Myanmar (ex-Birmânia), que nem lhes concede cidadania, sendo, na prática, um povo apátrida.

Em Espanha, faltam muito poucos dias para eleições municipais e regionais. É já no domingo que o velho bipartidarismo tem uma prova de força contra os recém-chegados Podemos e Ciudadanos, com muito boas hipóteses de condicionarem a política do país vizinho de forma decisiva. O El País tem um excelente trabalho com todas as sondagens publicadas no último mês.

No festival de Cannes, onde As mil e uma noites, de Miguel Gomes, têm tido excelentes críticas, a mais recente polémica é sobre… saltos altos. No Expresso Online pode verificar que Há um problema de saltos altos em Cannes que está a revoltar as redes sociais. Algumas atrizes juram que para o ano só vão usar sabrinas ou ténis na Croisette. O tema fez hoje capa do Guardian.


FRASES
“Não pode nem deve haver julgamentos na praça pública”. Anabela Rodrigues, ministra da Administração Interna, sobre os acontecimentos no Guimarães-Benfica

"O Benfica mostrou ser a maior força do futebol português". Tim Clark, diretor da Emirates, que patrocina desde ontem as camisolas do Benfica, tal como as do Real Madrid e PSG.

“Good question, @billclinton. The handle comes with the house. Know anyone interested in @FLOTUS?”. Tweet de Barack Obama, mais conhecido por @POTUS (acrónimo para President of the United States), num divertido diálogo com Bill Clinton no twitter, onde tem conta desde dia 18.


O QUE EU ANDO A LER
Saiu a semana passada e vale bem o tempo de leitura. O Islão e o Ocidente, de Jaime Nogueira Pinto, publicado na Dom Quixote. O livro, muito completo, pretende responder à pergunta que muitos fazemos: como é que uma religião monoteísta, que produziu uma civilização próspera, culta e tolerante, está hoje “reduzida no imaginário ocidental” a uma ideia de fanatismo e intolerância?. Antes de ler o livro pode espreitar a entrevista que Jaime Nogueira Pinto deu no domingo ao Público - “O bombista suicida é uma mistura do anarquista do séc. XIX com um mártir” - ou ler a entrevista que o autor fez para o Expresso com o - ou ler a entrevista que o autor fez para o Expresso com o secretário-geral da Liga dos Ulemas de Marrocos e que foi publicada na nossa Revista E, no passado sábado. Daí ao livro é um passo. e que foi publicada na nossa Revista E, no passado sábado. Daí ao livro é um passo.

Para leitura mais rápidas basta procurar-nos no Expresso Online. Às 18h, já sabe, organizamos tudo, com notícias em primeira mão e opinião exclusiva, no Expresso Diário (é só usar o código da Revista). E pode sempre seguir-nos no facebook e no twitter (e até no Periscope, onde vamos dando os primeiros passos).

Amanhã bem cedo está aqui o Henrique Monteiro - que domingo quase festejou a subida do Tondela, mas que terá que esperar uns dias para ver se o distrito de Viseu volta à I Liga - com um Expresso Curto recheado de oxímoros, perífrases e hipérboles. Se tem dúvidas espreite este texto do autor: a xatisse do a cor do ortográfico (sic).