sábado, 25 de julho de 2015

a actualidade do dia-a-dia, nas escolhas do editor...

Martim Silva
POR Martim Silva
Editor-Executivo
 


As Escolhas do Editor 


Esta semana proponho uma viagem variada e que passa pela história de nomes como Donald Trump e Hervé Falciani. Que vai do maravilhoso novo mundo das redes sociais às temperaturas que estão a aumentar e fazem com que estejamos a viver um dos mais quentes anos de sempre. Que vão da Livraria Lello ao mais famoso clarinetista nacional. Que recorda o terrível ataque de tubarões a um surfista e que lembra o caso dos doentes que ficaram cegos depois de terem ido submetidos a intervenções no Hospital de Santa Maria, em 2009.

-O Valdemar Cruz, responsável pela redação do Expresso no Porto, foi esta semana à Livraria Lello. A Lello, um dos ex libris da cidade e um espaço que já foi considerado como uma das mais bonitas livrarias de todo o mundo, passou esta semana cobrar ingresso. Razão? O fluxo crescente de turistas que passam pelo espaço sem o usar com a finalidade que ele sempre teve, ser uma livraria. O tema é polémico, ou não tenha a Lello passado a ser a única livraria do mundo em que se paga para entrar. Daqui a uns tempos voltaremos lá para ver como a coisa corre, mas, enquanto isso, vale a pena revisitar este texto.

-Será que toda a publicidade é boa publicidade, começa o Luís M. Faria por perguntar no artigo "Donald Trump é o grande, o maior, o mais extraordinário... perigo para os Republicanos". Que trata, está bom de ver, do milionário que é o homem do momento na luta para as eleições presidenciais norte-americanas do próximo ano. Só que na maior parte das vezes, Trump é o motivo de notícia pelos piores motivos. O artigo é interessante pela reflexão que traz. Na verdade, as hipóteses de Trump conseguir a nomeação presidencial pelos Republicanos é residual. Mas se ele ainda assim decidir avançar como independente (à semelhança de Perot em 92), e tem dinheiro para o fazer, pode tornar-se um problema sério.

-Num caso de litígio matrimonial, um tribunal decide que os pais não podem publicar fotos da sua filha de doze anos nas redes sociais. Com argumentos como a defesa do direito à vida privada e de defesa contra crimes como a pedofilia. A medida pode parecer adequada para uns e exagerada para outros. O que é menos contestável é que o tema é relevante, atual e gerador de intensa polémica e debate. No texto da Carla Tomás publicado esta semana no Expresso Diário partimos da sentença do Tribunal da Relação de Évora para discutir o assunto. Com recurso a especialistas como Mário Cordeiro e Eduardo Sá. Se anda pelas redes e se tem filhos este é um assunto que merece leitura. Mais do que encontrar resposta, procurámos levantar questões.

-Nos últimos tempos têm sido divulgadas várias notícia dando conta do calor que estamos a viver. Já se disse por exemplo que, à escala global, tivemos o mais quente mês de junho de sempre. Esta semana divulgámos dados inéditos do Instituto Português do Mar e da Atmosfera que trazem luz sobre o assunto em relação ao que se passa em Portugal. E chegámos à conclusão que este ano está a ser o nono mais quente desde que há registos. E se olharmos para a média das temperaturas máximas registadas no nosso território nestes meses, então 2015 é mesmo o ano mais quente dos últimos 85. Eis um belo tema de leitura, e conversa, para quem está na praia ou vai a banhos nos próximos dias.

-"Como o 'Edward Snowden' dos bancos tramou os milionários que fugiam aos impostos". Este o título do artigo que publicámos na terça-feira e que conta a incrível história de Hervé Falciani, o homem que sacou os nomes de 130 mil clientes do HSBC Private Bank e denunciou um maciço esquema de fuga aos impostos utilizado por ricos, famosos e poderosos de todo o mundo.

-Sabe quem é Carlos Alves? Já ouviu falar deste nome? Pois sempre lhe digo que é tão só um dos grandes clarinetistas europeus e que acabou de ser escolhido para tocar no Concerto de Gala do Congresso Mundial de Clarinete em Paris. No Diário contamos a sua história, pela pena do Valdemar Cruz.

-"Que é feito dos cegos de Santa Maria?" O título da reportagem do Luís Pedro Cabral diz tudo. Ou quase tudo. Fomos desencantar o caso que chocou o país de seis doentes que em 2009 cegaram depois de intervenções a que foram submetidos no maior hospital do país. A história de Maria Antónia Martins, contada na primeira pessoa, impressiona. A sua vida tornou-se num inferno, a indemnização escassa de 37 mil euros que recebeu deu para pagar contas e para os medicamentos. Uma reportagem que é também um murro no estômago e vale muito a pena ser lida.

-No último fim de semana, um dos maiores surfistas do mundo, o australiano Mick Fanning, já por três vezes campeão do mundo, tinha acabado de começar a disputar a final da prova sul-africana do circuito mundial profissional de surf. As imagens captaram o momento em que dois tubarões o atacaram. Fanning escapou ileso, foi resgatado pelas equipas de salvamento segundos depois. No Expresso Diário, recorremos a dois surfistas, entre eles o melhor nacional de sempre Tiago Pires, um biólogo e um mergulhador para explicarmos o que aconteceu.