segunda-feira, 27 de julho de 2015

'tesourinhos deprimentes' da educação...?


Este ano, os professores destacados por doença, sua ou de familiares, chegaram mais cedo e estão a ocupar horários de escolas urbanas, que não serão colocados a concurso.


no público em linha...


comentário:

sabe-se há muito que a classe docente não é flor que se cheire tal a crónica desunião [salvo raríssimas excepções] e centração nos umbigos próprios [mais pessoais e curriculares (disciplinas) que outra coisa], apesar das sobejas razões de queixa sobre o estado, cada vez mais insuportável, da educação e do sistema educativo...
agora isto é de mais.

e depois queixam-se dos exemplos que vêm de cima...?