segunda-feira, 5 de outubro de 2015

parece que é novidade... começam as rondas políticas...?


378



05 Out 2015


José Cardoso
POR José Cardoso
Editor Adjunto

 
Cavaco não espera e recebe Passos já, Rio pode ir para o Governo e Costa avança para Congresso

Boa tarde,

Como vai ser o próximo Governo, quem sai e quem entra? O que vai fazer agora o PS? E o resto da esquerda? Quando é que Cavaco Silva entra em campo? É a estas (e outras) perguntas que o Diário de hoje tenta dar respostas, numa edição dominada pelo rescaldo eleitoral.

Para começar, a Ângela Silva e o Filipe Santos Costa escrevem que Rui Rio, cuja candidatura presidencial perdeu gás, pode ser um dos novos rostos do novo Governo, eventualmente na Administração Interna. De saída poderão estar Teixeira da Cruz, Pires de Lima, Nuno Crato, Anabela Rodrigues, Poiares Maduro e Rui Machete.

Embora o novo primeiro-ministro só possa ser nomeado depois do apuramento dos resultados (e os votos da emigração só são contados no dia 14), o Presidente Cavaco Silva vai receber Passos Coelho já amanhã, porque não quer deixar esgotar os prazos constitucionais, como explica a Luísa Meireles.

Do lado dos socialistas fica a saber-se que António Costa vai marcar um Congresso do partido e que os seus críticos pressionam Francisco Assis a avançar na disputa pela liderança. Se ele não avançar, poderá fazê-lo Álvaro Beleza, que já disse que “se não houver melhor” avança ele. A Cristina Figueiredo conta o que se passa dentro do PS.

Mais à esquerda, a Rosa Pedroso Lima diz que começam a reunir-se os estados maiores, enquanto se espera que toque o telefone, com uma chamada do PS, mesmo que um entendimento com os socialistas não esteja em cima da mesa.

Além destes artigos, mostramos como o Bloco de Esquerda fez mais mossa à direita do que o PS, ao tirar-lhe 11 deputados, e o Paulo Paixão faz um rescaldo eleitoral em sete pontos.

Na opinião, o Nicolau Santos escreve sobre “Uma noite dinâmica e uma legislatura curta”, o Daniel Oliveira diz que “Costa perdeu e parece querer continuar a perder” e o Henrique Raposo não tem dúvidas: “A grande derrotada? A comunicação social”.

Boas leituras e um bom resto de dia.