terça-feira, 3 de novembro de 2015

informações [educação]... natal, catástrofes naturais, euro e bocage... no boletim do cirep...!

Boletim Informativo n.º166 - 29/10/2015


Informações Gerais

Um desafio para este Natal
A Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP) propõe a criação de um postal de natal digital que possa ser utilizado como postal institucional. 
Os destinatários desta iniciativa são os jovens que tenham frequentado, no último ano letivo (2014/2015), um curso profissionalizante.
Os concorrentes deverão criar, até dia 6 de novembro, uma imagem, (desenho, fotografia, infografia ou outro elemento ilustrativo) que responda aos objetivos do concurso.
No dia 6 de novembro, às 11h06, no âmbito do exercício público de cidadania – A TERRA TREME, a comunidade educativa está convidada a participar no exercício nacional, praticando gestos básicos de proteção em caso de sismo.
Promovido pela Autoridade Nacional de Proteção Civil, em parceria com diversas entidades públicas e privadas, este projeto enquadra-se nos objetivos da Estratégia Internacional para a Redução de Catástrofes das Nações Unidas. Este ano, esta iniciativa está integrada nas ações que assinalam os 260 anos do sismo de 1755, e pretende envolver a comunidade na preparação para o risco sísmico.
O exercício A TERRA TREME tem a duração de um minuto e qualquer cidadão pode participar, individualmente ou em grupo.

Boletim Informativo n.º167 - 30/10/2015

 

Informações Gerais

5.ª edição do Concurso Geração €uro
O concurso Geração €uro decorre entre outubro de 2015 e abril de 2016 e pretende auxiliar os alunos do Ensino Secundário a compreender no que consiste a política monetária e qual é a sua relação com a economia.
Promovido pelo Banco de Portugal juntamente com o Banco Central Europeu (BCE) e os Bancos centrais nacionais do Eurosistema, o concurso é composto por três fases, estando a primeira fase a decorrer até ao dia 15 de novembro.

A Biblioteca Nacional de Portugal associa-se às comemorações dos 250 anos do nascimento de Bocage, evocando o poeta, o tradutor, o dramaturgo e o cidadão e promove, até ao dia 31 de dezembro, uma exposição alusiva à sua vida e obra.
A entrada é livre.