sábado, 12 de março de 2016

a actualidade do dia-a-dia, nas escolhas do editor...!



Martim Silva
POR Martim Silva
Diretor-Executivo


Escolhas do Editor

Bom dia,
O grande destaque da edição desta semana do Expresso é uma investigação feita junto dos chamados Arquivos Mitrokhin sobre os ficheiros do KGB relativos a Portugal. Como operavam os espiões soviéticos no nosso país, com quem contactavam, como agiam, como funcionavam com o PCP.

Deixo-lhe um excerto, escrito pelo Miguel Cadete, sobre este caso:

"Em 1992, Vasili Mitrokhin abandonou a Rússia e entregou aos serviços secretos britânicos um enorme acervo de informação que, enquanto arquivista do KGB, foi copiando ao longo de anos. A revelação de parte dessa informação abalou o mundo, pois permitiu identificar espiões do KGB infiltrados nos Estados Unidos da América, no Reino Unido e em muitos outros países. Em Itália, na Índia e em Inglaterra, tiveram lugar comissões parlamentares que descobriram agentes e muitas formas de atuação até então desconhecidas dos serviços de informação da União Soviética. A políticos como Romano Prodi ou Indira Gandhi foram então atribuídas inúmeras ligações ao KGB.
O arquivo Mitrokhin, como ficou conhecido este volumoso corpo de transcrições do arquivista-chefe do KGB, percorre grande parte da história contemporânea, desde o final da I Guerra Mundial até à Perestroika de Gorbachov. Ainda assim, até hoje, muito pouco foi revelado sobre a presença do KGB em Portugal.
Em 1999, chegou às livrarias o primeiro livro escrito a partir deste arquivo, obra assinada pelo próprio Vasili Mitrokhin e por um historiador da Universidade de Cambridge, Christopher Andrew. Ali se encontravam as primeiras revelações do arquivo Mitrokhin ainda que, entre as mil páginas (traduzidas para português um ano depois pela Dom Quixote), sejam esparsas as referências a Portugal."

Vamos à seleção de alguns dos melhores textos do Expresso Diário desta semana:

Presidente I
Em 1911, o primeiro Presidente ganhava 15 vezes mais do que um deputado. E agora, como é? A propósito da sucessão em Belém, esta semana, fomos olhar para a forma como a República foi tratando os seus líderes ao longo do último século. Dos réis, para os escudos e contos e até aos euros.

Presidente II
Portugal teve 19 Presidentes, nove deles viveram em Belém. E cinco até pagaram renda
Os cinco Presidentes da I República que moraram no Palácio de Belém pagaram renda. A Ditadura Militar acabou com as rendas e, no Estado Novo, Craveiro Lopes quis esta casa para morar. Na Democracia, Spínola, Costa Gomes e Eanes instalaram-se com as respetivas família no Palácio, por motivos de segurança.

Daesh
Toda a verdade sobre o Estado Islâmico
Desde 2014, a organização terrorista matou 1200 inocentes em atentados cometidos em vinte países. No autoproclamado califado mora o mesmo número de pessoas que em Portugal: 10 milhões. Um dos seus homens mais influentes, Omar al-Shishani, poderá ter sido abatido.

Daesh II
Um jiadista da lista da Sky News passou por Portugal
As listas divulgadas esta semana pela estação televisiva britânica deu muito que falar. Parte dos documentos foram analisados pelo Expresso, o que permitiu perceber a passagem de um elemento do Estado Islâmico, oriundo de Marrocos, por Portugal, a caminho da Síria.

Cinco anos à espera de regressar a Fukushima
Sessenta mil japoneses vivem atualmente em alojamentos improvisados à portas da zona de exclusão. Foram impedidos de regressar a Fukushima, um lugar marcado por uma das maiores tragédias nucleares da História, devido ao elevado risco de contaminação radioativa. Como tantos outros desalojados, talvez nunca mais voltem.

Ainda vamos esperar 70 anos para elas serem tratados como eles
O tempo passa e a igualdade de género tarda. No Dia Internacional da Mulher, voltam a surgir provas de que ainda falta muito para a luta acabar.

Música
George Martin, o homem que pôs os Beatles a soar assim
Assinou contrato com os 'fab four' e produziu e orquestrou quase todos os seus discos. "era um segundo pai para mim", escreveu Paulo McCartney. O 'quinto Beatle' faleceu esta semana

Benfica: Não há jogos grátis, mas há uns que saem muito caro
Ainda é cedo, até porque há eliminatórias por definir, mas o Expresso decidiu antecipar-se e ordenar por ordem de dificuldade os possíveis adversários do Benfica nos quartos de final da Champions. E alguns deles são impossíveis de aturar.

via expresso...



Ainda vamos esperar 70 anos para elas serem tratadas como eles

Ainda vamos esperar 70 anos para elas serem tratadas como eles POR CHRISTIANA MARTINS