sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

o boneco do dia...






via sapo...

[educação] para reflexão...

The Backlash Against Personalized Learning
 
Tuesday, December 11, 2018 
Newsletter
 

The Backlash Against Personalized Learning

SHARE THIS EMAIL:

TwitterEmail Address
Students at the Secondary School for Journalism in Brooklyn, New York walked out of class to protest it. Another New York City public school dumped it. And in Cheshire, Connecticut, the superintendent eliminated a “personalized learning” program after families complained that users received limited attention from teachers, gamed the system, faced data privacy violations, and experienced increased levels of anxiety.
These approaches rely on software to lead each student through lessons deemed appropriate for that student at that time, thus assisting or supplementing teachers who are feared to have a lesser capacity to individualize. “Individualized” instruction may be a better name for these approaches, but advocates have popularized the “personalized instruction” name, and we thus use it here.
All three of the above cases involved the Summit Learning Platform, which is currently used in more than 380 schools. Summit was built with assistance from Facebook engineers and promoted financial backing from company founder Mark Zuckerberg. As such, they are arguably impacted by the recent backlash against Facebook, which was sparked by revelations that the social media giant improperly shared data and permitted election meddling. (The National Education Policy Center deleted its Facebook account in March over these and other concerns.)
But is personalized learning more broadly facing a backlash?
Maybe. In October, for example, The New York Times ran a series of articles about efforts by affluent parents (including those in Silicon Valley) to limit students’ use of screens not only at home—where they are often used for entertainment—but at school. For example, the private Waldorf School of the Peninsula has attracted families of executives of tech companies such as eBay, Google, Apple and Yahoo with its computer-free approach. 
In a policy brief for NEPC, Vanderbilt professor Noel Enyedy writes that “recent studies show little evidence for the effectiveness” of personalized learning programs that aim to use computers to tailor digital instruction to individual students. Such programs often merely translate problematic features of traditional learning into the digital context. For instance, Enyedy writes:
(T)he basic formula of both traditional and computerized instruction has been ‘I, we, you,’ where the teacher (or computer) tells the student something, followed by a worked-out example gone over together, and ending with independent student practice. Everything we know about teaching and learning tells us that this formula is flawed and not working.
Another challenge is that there’s no one standardized definition of, or approach to, personalized learning.
“The systems lumped together under the umbrella term of Personalized Instruction differ widely,” Enyedy writes: 
In fact, there is so much variability in features and models for implementation that it is impossible to make reasonable claims about the efficacy of Personalized Instruction as a whole. Worse, when decision makers consider adopting a particular system, it is usually hard to tell whether available evidence applies to the specific system under consideration.
One major complaint about Summit Learning is that there is too much digital learning and not enough instructor intervention: One student told New York Magazine that she met with her math teacher for just a few minutes a month. Survey results suggest that teachers in schools that use personalized learning are less familiar with their students and their lives inside and outside of schools. Other complaints about Summit include:
Prof. Enyedy’s brief concludes with a series of seven recommendations, including the following four:
  • Education policymakers should continue to invest in technology but should be wary of advocacy promoting computerized instruction to an extent that oversteps the current research.
  • Policymakers should encourage more partnerships among developers, educational researchers and teachers. Such partnerships have great potential to produce systematic and rigorous evidence of what works and what doesn’t.
  • Administrators must ensure that investments in technological infrastructure and software licensing are accompanied by substantive professional development for teachers in order to provide them with skills that have not historically been in the teacher’s toolbox.
  • All stakeholders should refrain from assuming that Personalized Instruction is the only model for computers in the classroom and be open to investigating new models integrating technology into the learning process.

[educação] divulgando...


Informações Gerais

Nos dias 14 e 15 de dezembro poderá fazer as suas compras de natal no centro de investigação da Faculdade de Ciências e Tecnologia, Universidade Nova de Lisboa - VICARTE, vidro e cerâmica para as artes, Hangar III, das 10h00 às 18h00.
No dia 15 de Dezembro as portas dos laboratórios de investigações e ateliers do centro de investigação estarão abertas para todos os interessados e curiosos que queiram visitar, dando assim a oportunidade de perceber como se trabalham o vidro e a cerâmica e convivendo de perto com os nossos artistas e investigadores!
Celebre o Novo Ano com os Concertos de Ano Novo da Orquestra Metropolitana de Lisboa, sob a direção musical de Evgeny Bushkov.  Duas atuações no dia 1 de janeiro de 2019, às 11h30 e 17h00, no Grande Auditório do CCB.




via boletim do cirep...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

o boneco do dia...





via feedly...

[arquitectura] actividades familiares...


Caro/a Colega,

A Secção Regional Sul da Ordem dos Arquitectos tem o prazer de o/a convidar a participar no nosso novo atelier criativo de Natal «Habitáculo - Minúsculo mundo habitado» que irá ter lugar na Sede da Ordem dos Arquitectos dias 20 e 21 de dezembro. O atelier é organizado em parceria com a equipa do 'Super Arquitecto', já com experiência em actividades com crianças, jovens e adultos.

Neste atelier temos uma excelente novidade, as famílias podem participar no 2ª dia, a 21 de dezembro, da parte da tarde.

As inscrições são limitadas a 20 participantes e estão abertas até dia 18 de dezembro. Temos desconto de 10% para familiares de Membros OA.



SÍNTESE: Habitáculo é a pequena casa, a morada.

É o espaço que serve de metáfora para a descoberta da arquitectura do minúsculo mundo habitado por cada participante. Esse Mundo imaginado como uma pequena casa que dá lugar à vida de cada um.

Assim, num processo de montagem cada participante construirá uma sequência de espaços vividos significativos, o seu habitáculo no mundo. Pretendem-se explorar as diferentes relações das quatro dimensões da arquitectura com as memórias de cada um e descobrir como a arquitetura lhes dá forma.

Através dos meios próprios ao arquitecto (cortes, plantas, maquetes ou esboços), na realidade ou exagero, descobre-se como representar em cada habitáculo quantos metros iam ate à porta de saída? Ou que janela me permitia ver o outro lado do rio?



OBJECTIVOS :

Definir importância da arquitectura na vida de cada um? Como se relacionam as suas dimensões na nossa vida? Como a percebemos, usamos e se apropriamos dela? Como a arquitectura organiza os espaços e que vivencias nos possibilitou e possibilita? Explorar relações entre exterior e interior, grande e pequeno, regular e irregular, centro e periférico? Como estas dimensões e as transformações arquitetónicas e urbanas nos afetam?





via ordem dos arquitectos...

[educação] divulgando...

Informações Gerais

"Férias…em Serralves” é um programa de oficinas de teor lúdico-pedagógico dirigido a crianças e jovens dos 4 aos 12 anos, no âmbito das artes plásticas, das ciências experimentais, do movimento e da expressão.   
Estas atividades decorrem de 17 a 21 de dezembro, entre as 9h00 e as 17h00.

Encontra-se a decorrer, até ao dia 24 de dezembro, a candidatura à primeira fase, concurso de ideias, dirigido a todos os alunos, da Educação Pré-Escolar, Ensino Básico e Secundário.
O tema deste ano letivo, 2018/2019, é: “A Ciência na Escola ao Serviço do Desenvolvimento de Portugal”.


via boletim do cirep...

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

coisas da educação, via dgae...

Ingresso na carreira Informação consolidada


O ingresso na carreira docente requer o cumprimento dos requisitos gerais e específicos estabelecidos no artigo 22.º do ECD. Os docentes que ingressam na carreira são integrados no 1.º escalão, índice 167. Ficam sujeitos aos condicionalismos impostos pelas sucessivas Leis do Orçamento do Estado no que concerne à aplicação do n.º 3 do artigo 36.º do ECD, isto é, à contagem do tempo de serviço para efeitos de progressão na carreira, em termos a definir por portaria. Os docentes que completam o período probatório mantêm-se no 1.º escalão, índice 167, enquanto se mantiverem os condicionalismos impostos pelo Orçamento do Estado.
a

Estrutura da carreira

 

Estatuto da carreira docente

Artigo 34º e 59º
A carreira docente está estruturada na categoria de professor e desenvolve-se do 1.º ao 10.º escalão. Os escalões têm a duração de 4 ou 2 anos de tempo de serviço contabilizado para efeitos de progressão na carreira.
Índices remuneratórios/módulos de tempo de serviço
grh_pd_careira-indices-remuneratorios
R

Progressão na carreira

 

Progressão na carreira Informação consolidada



Informação relevante


A consulta das Perguntas Frequentes não dispensa a leitura da Nota Informativa referente à Progressão na Carreira, disponível no portal da DGAE.

Tempo de serviço

Como se reinicia a contagem do tempo de serviço para efeitos de progressão na carreira?
O tempo de serviço congelado é contabilizado?
Quem reúne o tempo de serviço para progressão em 01.01.2018?

Outras situações

Regime especial de reposicionamento indiciário - Docentes posicionados no índice 245, em 24.06.2010, com mais de 5 e menos de 6 anos que transitaram ao índice 272 por força dos acórdãos do Tribunal Constitucional?
A progressão 3º e 5º escalões exige a observação de aulas. Como se poderá suprir este requisito?
Os docentes integrados nos 2º e 4º escalões da carreira docente que desempenhem ou tenham desempenhado funções de direção têm que, obrigatoriamente, ser sujeitos a observação de aulas?
Quais são os requisitos para progressão na carreira?

Formação contínua

Qual a formação contínua que pode ser mobilizada para progressão?
Aplica-se a obrigatoriedade de, pelo menos, 50% das horas de formação contínua obrigatória para progressão incidirem na dimensão científica e pedagógica?

Avaliação do desempenho

Na avaliação do desempenho o que se entende por "última avaliação"?
E quem não foi avaliado pelo DR nº 26/2012, de 21 de fevereiro, qual é a última avaliação de desempenho?
Os docentes de carreira podem recuperar a classificação obtida nos ciclos de avaliação 2007/2009 e 2009/2011 para efeitos de progressão na carreira?
Qual o efeito da obtenção da menção de Excelente ou de Muito Bom nos 4.º e 6.º escalões?
Docentes em situação de mobilidade estatutária, como é feita a avaliação?
A menção qualitativa de Muito Bom obtida na apreciação intercalar releva para a bonificação prevista no artigo 48º do ECD?

Ingresso na carreira

Como se faz o reposicionamento dos docentes integrados na carreira entre 2012 e 2017?
Como se faz o reposicionamento dos docentes integrados na carreira entre 2012 e 2017 oriundos dos Ensinos Particular e Cooperativo?
Docentes integrados na carreira no ano escolar 2017/2018 a cumprir Período Probatório.

Redução do tempo de serviço

Quais são os efeitos da redução pela aquisição do grau de mestre ou doutor?

Valorizações remuneratórias

A que data produzem efeitos remuneratórios as progressões na carreira?
Como é feito o acréscimo remuneratório decorrente da progressão?


pode (e deve) consultar toda a informação...aqui.

[educação]... legislação de novembro

para consulta...




informações úteis... via deco

Campo Pequeno, em Lisboa.
IVA, tourada, espetáculos e cultura: é mais o que os une ou separa?
Que imposto é este de que tanto se fala e onde fica a tourada no meio disto tudo? Conheça a origem de tantas taxas diferentes.
Continuar a ler
Adoeceu no estrangeiro? Saiba como pagar as despesas
Médico a dar uma consulta a um paciente
Há 3 opções para obter cuidados médicos se ficar doente ou sofrer um acidente enquanto está fora do País. Saiba quais são, o que deve fazer e como poupar.
Conhecer soluções
Ação da DECO contra o Facebook já está em tribunal
Mark Zuckerberg, criador da rede social Facebook
Exigimos ao Facebook uma compensação pelo uso indevido dos dados. A indemnização pode chegar aos € 2 mil por utilizador. Quem não se inscreveu na iniciativa, ainda pode fazê-lo.
Participar na ação
Transferências interbancárias imediatas na net só em 6 bancos
Mulher a fazer uma transferência bancária num caixa ATM
Transferir dinheiro pela net para uma conta de outro banco e o mesmo ficar disponível em poucos segundos é realidade apenas nalguns bancos.
Saber quais
Ajudamos a renovar a climatização e energia da sua casa
compra coletiva
Ar condicionado, salamandras a pellets e painéis fotovoltaicos para autoconsumo: aproveite preços com desconto.
Saber como funciona





via mensagem da deco...

a palavra do ano 2018...

decidam-se e participem...


Espaço Professor
Materiais de Apoio
Materiais de Apoio
Vote na PALAVRA DO ANO®
Materiais de Apoio
  Caro Professor
Luis Miguel Martins C Carvalho

É chegado o momento de ter uma palavra a dizer na escolha da PALAVRA DO ANO® 2018!

O voto é feito no site www.palavradoano.pt, onde se apresenta a lista das 10 candidatas e as respetivas contextualizações.

Vote na sua palavra preferida:

assédio | enfermeiro | especulação | extremismo | paiol
populismo | privacidade | professor | sexismo | toupeira

Será "professor" a PALAVRA DO ANO® 2018?

Vote, participe, partilhe.

Espaço Professor
Porto Editora




via mensagem...

[educação] divulgando...


Informações Gerais

A Associação Portuguesa de Ética e Filosofia Prática (APEFP) promove a III Edição do Concurso Nacional de redação de um conto no âmbito da Filosofia para Crianças, que pretende incentivar a criatividade de crianças do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico, bem como o gosto pela escrita.
O Prémio tem como objetivo eleger, sob um critério de mérito, os melhores contos – três contos por cada ciclo de escolaridade -, submetido pelas escolas a concurso sobre um tema à sua escolha.
Os contos devem ser enviados até ao dia 30 de abril de 2019.




via boletim do cirep...

[educação] divulgando...


Informações Gerais

Organizado pela Associação de Antigos Alunos da Universidade de Lisboa – ULisboa Alumni, este Concerto conta com a presença da Orquestra Académica da Universidade de Lisboa e do Coro Infanto-juvenil da ULisboa.
Realiza-se no dia 9 de dezembro, às 17h30m e está aberto a toda a comunidade académica e suas famílias.
Com o objetivo de assinalar o Ano Europeu do Património Cultural 2018, a Academia de Ciências de Lisboa acolhe o colóquio Matemática e Património Cultural.
Realiza-se no dia 19 de dezembro, das 15h00 às 18h00.



via boletim do cirep...