segunda-feira, 19 de outubro de 2015

ainda andamos com coisas destas (?)... é que só pode ser uma brincadeira...!

E se as eleições fossem hoje?

António Costa
António Costa está há duas semanas em modo de sobrevivência, põe em causa um sistema que dura há 40 anos e que permite que o partido mais votado forme governo, mesmo em minoria, e negoceia à Direita (!) e à Esquerda como se fosse tudo igual. Perante esta sucessão inaudita de eventos, se as eleições fossem hoje a coligação reforçaria a sua votação para mais de 41%, no limiar da maioria absoluta, de acordo com uma sondagem da Intercampus para a TVI. E se Costa formar um governo dos derrotados? A troca de correspondência entre a coligação e o PS dizem-nos o suficiente para percebermos o que quer Costa. De outra forma, seria difícil perceber qualquer entendimento, mesmo mínimo, do PS com dois partidos que têm uma montanha a separá-los, o Tratado Orçamental e o euro e as reuniões interessantes que mantiveram. Ao invés dos encontro inconclusivos e vazios com a coligação. | Continuar a ler...

 

 

As escolhas de António Costa

Os refugiados saíram dos principais noticiários, sim, mas não abandonaram aquelas viagens para fugirem ao inferno. E, agora, com o Inverno à porta, e os muros erguidos em alguns dos países por onde os refugiados precisam de passar, a crise humanitária tem tudo para se agravar. Agora, como relata o jornal Público, a Eslovénia impõe limites à entrada diária de migrantes, enquanto à mesa dos políticos se tenta uma resposta global que continua a não chegar.
E por falar em histórias que dão filmes, saiba que o cineasta Martin Scorcese está a trabalhar num outro filme, o nono, com Robert De Niro. Como pode ler aqui, no Sapo24, o novo filme chama-se The Irishman e tem uma concorrência de peso, em projetos com Taxi Driver e Tudo Bons Rapazes.

via mensagem do sapo ...